terça-feira, 29 de dezembro de 2015

O Rap, de lá pra cá

Sou das antigas, mesmo. Em 1987, Aguaí/SP, lá estava eu, varando madrugadas, dentro de meu quartinho escuro, com meu rádio gravador, fazendo “mó” gambiarra na antena pra conseguir sintonizar a Bandeirantes FM de São Paulo. Foi ouvindo uma música do Thaíde e DJ Hum, Corpo Fechado, no programa Balanço Geral, apresentado pelo Luizão da Chic Show, que deixei de ouvir o rock para ouvir o rap. Me identifiquei, mesmo. Naquela época, o conteúdo da maioria das letras era festa e descontração.
Nos anos 90, a coisa começou a ficar mais séria. O rap politizado começava a ganhar força nas vozes de Racionais MC’s, Thaíde e DJ Hum, Duck Jam e Nação Hip-Hop... Isso, aqui no Brasil. Em meados dos anos 90, acho que foi depois de uma apresentação no Programa Livre, no SBT (não achei nada a respeito, aqui na net, mas eu assisti, no dia), que o rapper Mano Brown anunciou que, na TV aberta, eles não apareceriam, mais. Achei uma pena, pois, lá de Aguaí, a TV era uma das pouquíssimas opções que teríamos de ver Racionais, entres outros grupos do gênero. Pois bem, fiquei mais de 1 ano só escutando rap em fitas k-7, vinis, fitas VHS e na 105 FM, quando não saia fora do ar. A MTV não chegava até Aguaí, na época. Mesmo assim, a gente se contentava em ver grupos como a dupla Thaíde e DJ Hum, Sampa Crew e Gabriel o Pensador (entre outros), em canais abertos.
Foi no final dos anos 90, que o Racionais voltou a dar as caras na TV. Os anos 90, pra mim, foi um ano de militância no rap. Quem era do rap, levantava a bandeira, mesmo. Parecia que o rap iria mudar o mundo. Influenciou, e muito, na educação do povo pobre periférico. Educou seus fiéis seguidores a se valorizarem, se amarem, a se informarem, a cobrarem de quem deve e a criticarem construtivamente, quando necessário.

Mais de 15 anos se passaram e muita coisa mudou. Hoje já é mais comum de ver o rap em programas de TV. Até em trilhas de novelas globais já é possível de se ouvir um rap. O Racionais não fez diferente. Recentemente, segundo o Milton Sales, o Brown falou que “a revolução acabou”, e que agora ele quer apenas dinheiro.
O Edi Rock, que aparece num vídeo dizendo que na Globo ele jamais iria, já se apresentou em inúmeros programas globais.
Há pouco tempo, num post de rede social, eu escrevi que o Brown tava um pouco tímido, mas, logo o veríamos em programas como o Esquenta e o Faustão. No domingo passado (27/12), passou, no Fantástico, trechos de um vídeo clipe de uma música que ele participou com o funkeiro Naldo Benny.
Isso não seria nada demais se eles, do Racionais, não tivessem pregado, no passado, que na Globo eles nunca iriam.
Acho que, no mínimo, eles tinham que se retratar com seu público, antes de entrar nos quintais da Globo. Isso não aconteceu. Falta de humildade e de consideração com seu público, por parte do Racionais. É natural que seus fãs os critiquem por essa contradição. Mas, já vi muitos artistas, personagens do elemento rap, falando que é errado criticar o Brown, depois de tudo o que ele fez e faz.
Quer dizer que o Brown tem o direito de fazer a merda que quiser e ninguém pode criticar? Tá errado isso. Quando um artista que eu sou fã faz algo admirável, eu elogio ele. Mas, se ele fizer algo duvidoso, não tem como elogiar ou me calar (quem cala, consente), depois de todo o senso crítico que o rap me passou. É aí que entram as críticas e autocríticas.

Eduardo FC – Depósito dos Rejeitados

Agora tem o Eduardo FC, com o mesmo discurso do Racionais, nos anos 90, falando que não vai aparecer na TV, e blá...
Tomara que ele não tropece na própria língua, como já aconteceu. Alguém já reparou que o Eduardo usa roupas de marcas gringas (caríssimas, no mínimo) e fala como se fosse um favelado pobretão? Na música Depósito dos Rejeitados ele interpreta um menino negro que sofre até umas horas por causa de sua cor negra. O Eduardo é branco e fala como se fosse negro. Desculpa, Eduardo, mas, pra falar por cidadãos que tem a cor de pele escura, o cara tem que ser, no mínimo, negro. Eu, sendo um negrão da pele preta, não me identifico, nem um pouco com essa letra. Muita ficção pra pouca realidade. Mesmo assim, respeito o trabalho de cada um. Só tô postando isso porque sou fã, tanto do Eduardo como do Racionais. Quero ver eles melhores, sem falsidade. O rap sempre foi contra tudo isso. Por que, agora, eles têm que mudar? 

O rap tá assim, hoje em dia, vários artistas, vários personagens (atores do rap)... e, tem muitos que ainda se iludem. Acham que o rap continua sendo um elemento sério do Hip-Hop. E até brigam pela causa, como se ainda tivéssemos vivendo os anos 90. Toma cuidado. O rap é revolucionário até entrar o dinheiro.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Natal é o terror para muitos animais

Se você, que vai passar essas festas de final de ano sem dinheiro e com as contas atrasadas, pensa que tá ruim, imagina como é para os animaizinhos comestíveis, como suínos, bovinos, aves, entre outros; que morrem para virarem feijoada, torresmo, chester... Se, pra você, Natal é festa de comilança e bebedeira, para esses animaizinhos citados, é o terror. Fica delicioso depois de pronto, mas, que dá dó, dá.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Espírito de porco à solta

Deu fome, aí eu fui no mercado buscar alguma coisa pra comer e beber, já que tá calor aqui. E hoje é sexta-feira, dia de tomar aquela cervejinha. Aí, eu tava no corredor de bebidas e tinha um casal lá, que eu nunca vi, escolhendo cerveja. Balancei a cabeça para eles e fui pegar a minha. Foi quando o marido saiu e a esposa ou namorada dele ficou e começou a puxar conversa comigo, falando que a cerveja que ela mais queria não estava lá. Dei atenção a ela, educadamente. Quando o marido dela voltou, ela saiu de perto de mim e foi na direção dele. O marido dela dá uns 3 Deís, de tão grande e gordo que é. Ele ficou me olhando feio. Peguei minha cervejinha, passei por eles e fui para outro corredor. Eu, hein! Tem muito espírito de porco por aí. E o dia, hoje, tá muito bom pra eu esquentar a cabeça.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

A gente só é traído depois de confiar

Depois que pessoas muito próximas a mim me traíram, fazendo algo para agradar meus inimigos, hoje eu não confio em mais ninguém. Mas, também não sou deselegante de chegar em pessoas e falar: “não confio em você”. Isso é falta de educação.
Já aconteceu de eu ajudar uma pessoa que, no final, acabou me roubando. Nem fui atrás, porque foi coisa pequena. Em casa, essa pessoa não entra nunca mais. No final, ela acabou me bloqueando até no Facebook. Mas, já era.
Aí, você pega alguma coisa emprestada de um amigo e não devolve. Isso já é motivo deste seu amigo não confiar mais em você. Mas tem gente que é muito sem noção. Não reconhece que tá errado e, assim, não faz algo para se corrigir. Isso acaba prejudicando ele mesmo.
Dar calote no amigo é outro tipo de traição que pode ser encarado como furto. Conheço pessoas que estão tão acostumadas a dar calote que se irritam quando são cobradas, como se ainda estivessem na razão. Mas, essas pessoas perdem, e muito, quando a vítima do calote é uma pessoa mais próxima. De minha parte, todos que me deram calote ou levaram algo de casa e não me devolveram, nem voltaram pra me pedir mais nada, pois sabem que comigo não precisam mais contar. É aquele ditado, “quem deu o calote esquece. Quem ficou no preju, jamais”.
Mas, tem, também, aquele traíra que se faz de “amigo”, te escuta... Mas, no fundo, ele só quer ver o seu mal. Não guarda seus segredos só pra ele. Eu não guardo meus problemas só pra mim, porque sei que isso pode virar doença, tipo uma depressão. Mas, tomo “muito” cuidado com quem falo. Há pouco tempo, desabafei com uma pessoa que eu considerava um amigo de vários anos. Logo ele começou a abrir a boca sobre o que falei, pra pessoas que não precisavam saber. Até um dia eu entrar num grupo de Whatsapp e ver ele e amigos “dele” fazendo piadas de meus problemas, indiretamente. Pra um bom entendedor, um pingo é letra. O que eu fiz? Só me afastei. Nem naquele grupo eu entrei mais. Não o considero mais como amigo. De bobo, o negrão, aqui, só tem a cara, mas tem muita gente que não percebe. Os poucos amigos que tenho não se divertem com meus problemas. Meus inimigos já fazem isso. Mesmo assim, só exijo o respeito de todos eles.

Hoje, acho que, pior do que seu inimigo é aquele que finge ser seu amigo até te dar uma rasteira. Considero esse tipo um inimigo não declarado. Só desprezo eles. Como diria o rapper Edi Rock, “eu sei quem trama e quem tá comigo”...

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Deí - Brincando na Controladora (2015)

Tava à toa em casa e, então, resolvi fazer este set, só pra brincar. Dá pra ouvir e baixar. Confere aí.
01 Black Alien - Rock n Roll (ft. Edi Rock)
02 MV Bill - Cê é Louco (Prod. Beni ttk)
03 Eduardo - Depósito Dos Rejeitados
04 Éfeso - Na fé de Jó
05 Chali 2na - Stand Up
06 Silentó - Watch Me (Whip_Nae Nae)

07 Just Blaze x Baauer x Jay-Z - Higher (Extended Mix)

sábado, 28 de novembro de 2015

MV Bill - Contemporâneo (EP 2015)

CD novo do Bill tá pesado. Parece que ele não “se vendeu”, como muitos “do rap” dizem. Num tá nada simpático. Disponibilizei as 10 faixas separadas. Clica aí pra você baixar.


01 MV Bill - Incursão Policial (Prod. DJ Caique)
02 MV Bill - Menino do Tráfico (Part. Kamila CDD e DJ Luciano SP)
03 MV Bill - Guerra de Facção (Prod.  DJ Luciano SP)
04 MV Bill - Egresso (Prod. DJ Caique)        
05 MV Bill - ...
06 MV Bill - Cê é Louco (Prod. Beni ttk)
07 MV Bill - Só Deus Pode Me Julgar (Contemporâneo Mix)
08 MV Bill - Mulheres… (Maria da Penha Mix)
09 MV Bill - Brado Retumbante (Prod. Dj Caique)

10 MV Bill - Primo Matando Irmão (Prod. Dj Caique)

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Falando de racismo, mais uma vez

Como estamos na Semana da Consciência Negra, bora falar de racismo, mais uma vez. Tudo o que vem para favorecer o povo negro é válido, para mim. Podem chamar cotas de esmola, e o que for. Para mim, serve de empurrão, num país onde o negro ainda tem que ser 2 vezes melhor do que o branco para ocupar o mesmo espaço. Nada mais do que justo. Quem é contra as cotas, para mim, é quem não quer ver o negro bem. Os racistas declarados ou não, tais como membros da Ku Klux Klan, White Power e Skin Heads Neonazistas também pensam assim. É comum, num país onde o negro é discretamente educado para ser branco, ver negro infeliz com a própria cor, conspirando contra si mesmo. É o famoso preto suicida. Lamentável isso. Um dia ele aprende que de inferior ele não tem nada e tudo não passa de coisa que puseram na cabeça dele. Eu também pensava assim até descobrir que tudo não passou de uma invenção católica com desculpa de ocupar terras negras, fazendo seus ocupantes de escravos. Foram só 350 anos. Clique neste link para entender. http://djdei.blogspot.com.br/2009/11/gracas-igreja-catolica-existe-o-racismo.html

Não sou de ficar falando de racismo, racismo e racismo. Não sou vitimista. Sou realista. Mas, quando tocam no assunto, gosto de falar o que penso, já que sei bem como é. Ainda acho que o branco não é uma pessoa certa para responder pelos negros. São 2 realidades diferentes. Como já disse o rapper MV Bill, preto e pobre é parecido, mas não é igual”. Quando alguém me fala, “eu não sou racista, pois tenho um amigo preto... Dá vontade de perguntar: “Você aceitaria que este amigo preto fosse seu genro ou cunhado?” Mas, nem falo nada para não esticar a conversa. Racismo, para mim, foi a pior idiotice que inventaram, até agora. As pessoas que são racistas, nem sabem por que são assim. O que justificava o racismo, no passado, era que o negro era inferior ao branco, certo? A ciência provou o contrário. Mesmo assim, ainda existem vermes racistas se proclamando raça ariana. Como que existe raça pura, se todos têm sangue africano correndo nas veias? A raça humana se originou na África. Ou tô enganado? Não dá para entender, né? É um problema educacional, familiar. Vem de berço. Parece um câncer. Se o negro é inferior, como que um negro conseguiu ser presidente dos States, por exemplo? Mas os racistas ignoram isso. Danem-se. Não tenho muita ideia com racista, não. Já sofri muito com isso. Só parei de ser discriminado diretamente, depois que comecei a bater de frente. Pelas costas ou virtualmente, eles falam o que querem. Frente a frente é diferente. Racismo é uma forma grave de desrespeito. Quem mais sofre com isso são os mais simples e humildes. Outra idiotice que já ouvi foi um branco falar que sofre racismo por ser branco. Como diria o rapper GOG, “meu ancestral sofreu. E o seu?”

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Por isso que é bom contar até 10

Na quarta-feira passada, meu celular ficou numa lerdeza, que, nem chamadas eu tava conseguindo fazer. Pessoas tentavam me ligar e não conseguiam. Eu tentava ligar para pessoas, e também não conseguia. Restaurei ele 3 vezes num único dia, e o problema continuava. Levei num técnico, e ele disse que poderia ser vírus e bastava restaurá-lo, de novo. Até ontem, acho que eu já tinha restaurado ele quase 10 vezes, e ele continuou ruim. Tava num compromisso atrasado ontem e precisei do celular, mas o mesmo continuava ruim. Contei até 10 para não jogar ele no chão é pular em cima. Chegando em casa, depois de tudo na rua resolvido, entrei no Google e pesquisei uma saída para remover um suposto vírus no meu celular. Desmarquei algumas opções em configurações, mesmo não conseguindo desinstalar o antivírus (CM Security). Restaurei o danado e quando reiniciou, o CM Security já iniciou uma atualização. Não aceite a atualização e o celular tá funcionando bem, agora, com padrões de fábrica. Seria o CM Security o vilão? Que coisa... Baixo todos os meus aplicativos no Play Store, e, mesmo assim meu celular foi infectado.

Por isso que é bom contar até 10, na hora do nervoso, antes de fazer alguma besteira. O nervoso passa. O prejuízo, não.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Sobre o Dia de Finados

Muita gente tem o costume de falar, depois que alguém morre, que “Deus quis assim”. De onde eles tiraram isso? Da Bíblia é que não foi. Morremos por que já nascemos imperfeitos. Temos que lutar todos os dias contra a imperfeição para sobrevivermos um pouco mais; mas a morte é certa. Um dia vai chegar. Deus não quer a morte. Ele só a aceita. Se Ele a quisesse, não teria sentido em dizer que “Deus é amor” (1 João 4:8).
Respeito quem, nesta data de 2 de novembro, vai ao cemitério visitar seus entes queridos (falecidos), levar flores, cuidar do túmulo... Mas, prefiro visitar quem eu gosto e fazer algo de bom, e até cuidar deles, se for preciso, enquanto estiverem vivos. Depois de mortos, não adianta mais. Eles não vão mais nos ver, nem vão sentir o cheiro das flores.
Adeptos do espiritismo (Deuteronômio 18:10-12) acreditam que a pessoa, quando morre, continua vivendo, espiritualmente falando. Já a Bíblia diz, em Eclesiastes 9:5, que “os mortos, porém, não estão cônscios de absolutamente nada, nem têm mais salário, porque a recordação deles foi esquecida”. Isso, até o Dia do Juízo Final (Lucas 21:9-11). Prefiro acreditar na Bíblia (2 Pedro 1:20, 21).
Se os mortos estão inconscientes de tudo, de quem seriam estas aparições fantasmagóricas de pessoas que já morreram? Muita gente diz que vê e ouve. Existem vidas espirituais vivendo entre nós, que são invisíveis aos olhos humanos (Apocalipse 12:9), mas se manifestam sem a gente ver ou ouvir. Se não for delírio, seriam estas pessoas espirituais, responsáveis por tais aparições? De acordo com o que a Bíblia diz, sim.
Assisti, quando criança, um desenho do Pica-Pau, onde o personagem era atormentado por um diabinho e protegido por um anjinho. Acredito que assim é a vida. Deus te protege até que você faça o mínimo para agradar a Ele. Mas, quando Ele vê que você se rendeu ao inimigo, Ele se afasta. Que nem um filho desobediente que decepciona o pai e não faz o mínimo para corrigir o erro. Chega uma hora que o pai cansa e acaba se afastando do filho.

Foi só um resumo que fiz sobre a morte, pelo que aprendi na Bíblia. Mais informações, verifiquem as passagens citadas e tirem suas próprias conclusões.

sábado, 31 de outubro de 2015

Como hoje é dia das bruxas...

Zumbi da vida real (Novo Lançamento da Estrela)
A morte do KpTa
Só ficou tetraplégico, só
Acidentes Acontecem
Assalto
Tadinho do Sapinho
Calorão danado
Homem Aranha da Vida Real
Ficou Banguela
Barata no Ouvido
Faz parte do show

Barata se fingindo de morta

Hoje, de madrugada, chegando de uma festa, quando eu voltava para a garagem para cobrir meu carro, uma baratona passou pelos meus pés. Quase pisoteei ela. Cobri o carro, com a capa, rapidinho e corri para a cozinha para pegar o veneno, que eu já deixo no jeito. Quando cheguei no mesmo lugar onde a encontrei, ela parecia que já estava morta, deitada, com as perninhas para cima. Quando espirrei o veneno nela, ela se revirou e saiu correndo, mas logo parou. Deve ter se cansado e morrido ali, mesmo. Pensou que tinha me enganado, me enganou, nada. Mais uma barata que se fingiu de morta para não morrer. A gente pensa que estes insetos não tem um mínimo de inteligência, mas tem, sim. Prefiro jogar veneno do que pisar nela. Além de ser nojento, deve doer pacas.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

O outro lado da moeda

Me falaram, no sábado, que uma pessoa que eu acolhi, vivi e tive filhos com ela, durante uns anos, tinha postado no facebook que eu fui um cara ruim; por isso que nos separamos. Nada acontece por acaso. Uma mãe que abandona os filhos por causa de diversão e dinheiro, pra mim não tem moral pra falar nada. Fui muito bom com ela, enquanto ela parecia ser uma mulher justa comigo. A partir do momento que ela traiu meus filhos, defendendo pessoas que maltratavam eles, acabou o casamento. Esse foi o motivo de eu ser ruim pra ela. Nunca aceitei uma traição, nem de família. Simplesmente, me afasto da pessoa. Só mandei ela ir embora, depois que comecei a desconfiar que ela tava me traindo. Se eu descobrisse que ela tava me traindo com ela dentro de casa, poderia ser pior. Depois que ela foi embora, descobri, através de gente da família dela, que eu tava sendo traído, sim. Ela tentou voltar, mas, jamais. Não tenho o dom de ser corno. Cada um vive sua vida, e tá legal.

Procurem ouvir os 2 lados da moeda antes de ficar dando ouvidos pra mulher mal amada que parece que vive para prejudicar o ex-marido. Com essas mentiras dela, de que eu era isso, aquilo, ela acabou afastando vários parentes e amigos de mim, que só ouviram a versão dela. Os verdadeiros, que me ouviram, tão comigo até hoje. Só quero viver em paz. Deixa zé povinho falador falar, mas me ouçam, antes de julgar. Pronto, falei.

domingo, 11 de outubro de 2015

Deí - Set de R&B (2015)

Mais um setzinho pra testar a Controladora. Desta vez, de R&B. Pra baixar, ouvir e assistir. Gravado durante a tarde do dia 12/10/2015. Espero que gostem.
01 Rick Ross - Sanctified (feat. Kanye West, Big Sean)
02 John Legend - All Of Me
03 Wiz Khalifa - We Dem Boyz (Explicit)
04 The Game (ft. Skrillex) - El Chapo
05 Kendrick Lamar – I
06 Kirk Franklin - Looking For You
07 Ne-Yo - Let me love you
08 Nicki Minaj - Only (feat. Drake, Lil Wayne & Chris Brown)
09 Marsha Ambrosius - La La La La La

10 A$AP Ferg - Shabba (feat. A$AP Rocky)

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

A decepção sempre vem depois da traição

Ultimamente tenho visto muita gente postando algo sobre decepção, no facebook; então, resolvi escrever um artigo sobre o assunto, já que eu sei bem como é.
A decepção machuca porque nunca vem de um inimigo, de alguém que a gente espera o pior. A gente se decepciona com alguém que a gente confiou e no final acabou nos traindo. Tipo um familiar, um parente, um amigo, uma namorada, uma esposa e por aí vai. Por exemplo, você empresta um dinheiro a alguém de sua confiança e ele não te paga. No final, você perde o amigo e o dinheiro. Eu, no ano passado, ajudei uma pessoa, que eu conhecia a família dela desde criança, cedendo um lugar em casa pra ela ficar, e no final ela foi embora sem arcar com os gastos e ainda me roubou o tênis que eu mais gostava. Foi ladra e mal agradecida. Depois disso, ela me bloqueou do face e eu nunca mais a vi. A história é longa, mas, nem vou entrar em detalhes. Tênis eu já comprei outros, mas, comigo ela não precisa mais contar. Se eu for falar de todas as decepções que tive, só no ano passado, meu blog vai ficar pequeno.

Decepção é coisa de gente mal agradecida, de total falta de consideração. Algo que você espera de um inimigo, esse que se diz amigo vai lá e faz. É tipo assim, você monta uma sociedade com uma pessoa, e para que o negócio dê certo, cada um tem que fazer a sua parte. Aí você faz a sua e ele não faz a dele. Ou faz tudo errado. Você esperava o melhor de seu sócio e ele fez o pior, viu que tinha feito merda e o irresponsável vazou, te deixou no preju. Por isso que, quando alguém me decepciona, eu só falo: “a minha parte eu fiz”. “Quem pisa na bola comigo uma vez não pisa duas, três”... Coloquei essa frase num rap.
Só que, como diz um ditado, dor de barriga não dói uma vez só. Um dia eles podem precisar de novo, e é aí que a gente cobra. Quem perde mais é o traíra do que o traído. Por isso, não consigo confiar em mais ninguém. Só me ferrei confiando e ajudando pessoas. Ajudo, hoje, só quem tá do meu lado, e se precisar, eu sei que posso contar. Demonstrou falsidade, me afasto. É traição e mais decepção à vista.

Mas, confesso que a traição é pior quando vem de um familiar. Você nunca espera que um familiar vá pisar na bola, e quando pisa, desestrutura toda a família. Coisa chata isso. Mas, deixa pra lá. Não sou chato, nem sistemático, como muitos falam. Só não sou otário. Acho que quem me deve só deveria me pagar. Mais nada.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Acidente que acabei de ver

Tava na rua, conversando com um amigo, quando de repente, um barulho. Quando olhei do lado, um caminhão parado no meio da rua e uma mulher caída no asfalto. O caminhão bateu na moto, enquanto ela passava. Tirei a foto assim que cheguei. O motorista queria levantar ela, mas eu e as pessoas que estavam lá não deixamos. Esse que aparece na foto apoiando ela é o motorista. A cabeça dela tava ensanguentada e ela não conseguia conversar. Deve ter batido a cabeça no chão, quando caiu. Chamaram o SAMU e eles chegaram em menos de 10 minutos.  Tomara que não seja grave.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

DJ Deí em Ação_Vol. 55 (Rap)

Outro set de Rap, gringos e nacionais. Refiz na Controladora. Ficou melhor do que a outra, com mais músicas. Ouve e baixa aí. Só as atuais.
01 Erykah Badu - The Healer
02 Dr. Dre - Animals (Ft. Anderson Paak)
03 Jay-Z - Picasso Baby
04 Rick Ross – Supreme
05 Vivian Green – Fanatic
06 Ne-Yo - Miss Independent
07 Robin Thicke - Lost Without U
08 Lil Wayne - Mrs. officer (featuring Bobby Valentino)
09 J. Cole - Wet Dreamz
10 Ice Cube & Musiq Soulchild - Why me
11 Musiq Soulchild – Yes
12 112 (feat Foxy Brown) - U Already Know (Remix)
13 Next - Jerk (feat 50 Cent)
14 Pharrell Williams - Happy (Instrumental mix)
15 Sia - Chandelier (Remixado pelo Deí)
16 Emicida - Boa Esperança
17 Função RHK E DJ Cia - Lá Na Bocada
18 Rashid - Virando A Mesa (Part. Daniel Cohen, Prod. Coyote)
19 Racionais MC's - Preto Zica
20 Rincon Sapiência - Profissão Perigo
21 Kamau - Verso em Verso
22 Thaide - Malandragem é Viver (Part. PumpKilla)

23 Potencial 3 – Pipoca

Enxergo a falsidade de longe...

Acabei de encontrar um amigo que trabalhava comigo na antiga FEPASA. Ele me lembrou das “cagadas” que eu fazia, entre elas, bater uma locomotiva U-20 com uma Quintela brancona de frente. Acidentes que só resultaram na avaria das locomotivas; ninguém saiu ferido. Apenas tomei 6 dias de gancho como prejuízo, por uma culpa que nem foi minha, já que o maquinista tinha cochilado e só acordou quando já tava na reta, onde estava estacionada a U-20. Rimos alto. Nos conhecemos desde 1990 e nunca nenhum de nós aborreceu um ao outro. Isso que eu chamo de amizade. 25 anos, só.

No ano passado tive um problema que me trouxe prejuízos que ainda não foram resolvidos. No começo da semana, acho que na segunda, entro num grupo do WhatsApp, e, assim que fiz um comentário lá, vi uma piadinha indireta relacionada ao meu problema. Um dos caras envolvidos que ajudou com aquela piada era alguém que eu considerava amigo e sabe do que tô falando. Depois dessa, eu não o considero mais. Amigo que é amigo, mesmo, não se alegra, nem faz piadas com os problemas de quem considera. Quem faz isso não é amigo, não. É um inimigo não declarado. Ou amigo falso. Bom saber disso. É assim que a gente conhece os “amigos”.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Pior do que o estuprador, só o advogado dele

Pedofilia e estupro são crimes imperdoáveis. Um problema que, ao meu ver, só pode ser resolvido com uma surra bem dada e a castração do indivíduo. Tipo, cortar o mal pela raiz, mesmo. E quem apoia esse tipo de criminoso deve pagar da mesma forma. Já li muito sobre mães que acobertaram a violência contra as próprias filhas para não perder o marido ou o namorado, já que dependiam deles para sobreviver. Mulheres totalmente dependentes de homens. Uma desgraça dessa não ama nem ela mesma. Tem que sofrer muito. Teve até um caso, numa cidade onde eu morava, de uma jovem de 19 anos que mantinha relações com o padrasto desde criança, chegando a engravidar do infeliz. Quando soube da gravidez, ela acabou se enforcando. E a mãe, que sabia de tudo, continua só engordando com o maridão, como se nada tivesse acontecido. Por isso que eu falo, mãe solteira que tem filha tem que tomar muito cuidado com os caras que se envolve. Se não tem cuidados com a filha, é porque não a ama. Empalhamento nestes vermes é pouco.

sábado, 26 de setembro de 2015

Set do meu amigo Ronaldo (Anos 80)


01 Toney Lee - Reach Up
02 'D' Train - You're The One For Me (Labour Of Love Mix)
03 Evelyn King - Love Come Down
04 Miami Sound Machine - Dr. Beat
05 George Duke - Reach Out
06 Rufus & Chaka - Do You Love What You Feel
07 Kool & The Gang - Celebration
08 Earth Wind & Fire - Let's Groove
o9 KC & The Sunshine Band - Do You Wanna Go Party
10 Kathy Mathis - Late Night Hour (Special 12'' Mix)
11 Alexander O'Neal, Cherrelle - Saturday Love (Extended Version)
12 Whitney Houston - I Wanna Dance With Somebody (album mix)
13 The Cover Girls - Don´t Stop Now (extended mix)
14 Phil Colins - Sussudio
15 Ollie & Jerry - Breakin...There´s no Stopping Us
16 Chaka Khan - I Feel for You
17 Break Dance machine - Break Dance Party
18 Bar Kays - Freakshow On The Dance Floor

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

sábado, 19 de setembro de 2015

Cachorro Safado Sem Vergonha

Tadinha da cadelinha. Tava virando o "zóinho" e foi tesourada. Cachorros também querem ter privacidade, pô.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Gregory - Entre Sonhos & Negócios (2015)

01 Entre Sonhos e Negócios
02 Abre o Olho
03 Meu Real Devaneio
04 Sem Olhar Pra Trás
05 Eu, Você e Mais Ninguém
06 Como Anda a Sua Quebrada?
07 Prazer Sem Limites
08 Hoje Eu Vou Pro Baile Curtir
09 Origens
10 Tempos de Paz Part. Nego Jam

11 A Fé em Deus é Geral Part. Douglas (Realidade Cruel)

sábado, 12 de setembro de 2015

DJ Deí em Ação_Vol. 53 (Flash Rap Nacional)

Refiz a Mixtape 53 porque a outra não ficou legal. Essa eu fiz com mais cuidado, bem mais curta, só com Flash Rap Nacional, de 1990 a 1994. Tocaram muito na época. Toda feita na Controladora. Tô começando a ficar bom nisso. Dá para ouvir e baixar. Curte aí.


01 Os Balinhas Do Rap - Menor abandonado (com Mister, Comando DMC, Sampa Crew, Sérgio Rick, MC Jack, Natanael Valêncio, Face Negra, Master Rap,
MT Bronx, Lady Rap, Edi Rock e Thaíde)_1992

02 Baseado Nas Ruas - Tiro pela culatra (com Thaíde)_1992

03 Sampa CrewFesta_1991

04 Duck Jam e Nação Hip-Hop - Coisas de Brasil_1994

05 Gabriel o Pensador - Lavagem Cerebral_1993

06 Ndee Naldinho - Menos um Irmão Chega Disso_1991

07 Racionais Mc's - Mano Na Porta do Bar_1993

08 DMN - Mova-se (Prisão Sem Muro)_1992

09 Sistema Negro - Nós Somos Pesados_1993

10 Thaide & DJ Hum - Hip Hop na Veia_1990

11 Câmbio Negro - Que se F... Vocês_1993

12 The Force Mc's - Desabafo de um lutador_1992

13 Master Boys Violência_1991


14 Master Boys Violência (Instrumental)

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

DJ Deí em Ação_Vol. 54 (Flash Rap)

Era pra ser mais uma brincadeira na Controladora, mas o set ficou tão bem feito, que resolvi incluir ele na minha lista de Mixtapes. Dá para ouvir e baixar. Espero que gostem.
01 Mary J. Blige (ft. Eve) - Not Today
02 Outkast - Mrs. Jackson
03 Naughty by NatureJamboree
04 Kelis - Caught Out There
05 TLC - No Scrubs
06 Jeannie Ortega - Crowded (feat. Papoose)
07 DMX - Ruff Ryders' Anthem
08 Ja Rule - Holla Holla
09 Fat Joe, Terror Squad & Remy Martin - Lean Back
10 Pharoahe Monch - Simon Says (Instrumental)
11 Blu Cantrell - Hit 'Em Up Style (Instrumental)
12 Dr. Dre - Next Episode (Instrumental)

13 Gang Starr - Full Clip (Instrumental)

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Deí - Serato Mix 13 (Rap)

Tava de boa em casa e resolvi fazer este set. Só pra sair da rotina.

sábado, 29 de agosto de 2015

Acidentes Acontecem

O cara só foi pegar uma bolinha, e, veja só o que aconteceu com ele.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

O Ananias deu uma bela duma cagada no colo da polícia

Acho que o rapper, para abordar algum assunto na letra, tem que estar preparado para o que der e vier, pois as consequências sempre vêm. Não é à toa que o Racionais vem cantando com coletes a prova de balas. Isso que é ser gangsta.
Recentemente o rapper Mano Brown foi preso e supostamente agredido por policiais por desacato à autoridade durante uma blitz. Achei que foi desnecessária a atitude dele, mas, pelo menos não abaixou a cabeça para os PMs. http://noticias.r7.com/sao-paulo/mano-brown-e-preso-apos-discutir-com-policiais-durante-blitz-06042015
No começo dos anos 2.000, num evento que aconteceria num clube em Poços de Caldas, Eduardo, Dum Dum e Erick 12, que integravam o grupo de rap Facção Central, também chegaram a serem agredidos por policiais ao tentarem entrar no salão, que estava interditado. Eu não estava lá para ver, mas pessoas que estiveram no dia presenciaram agressões policiais contra os integrantes do grupo.
No ano retrasado, o funkeiro MC Da leste foi assassinado enquanto cantava num show em Campinas. Suspeita-se que o assassino seja um policial. Mas, todos estes grupos citados têm em comum músicas criticando a banda podre da polícia, que todo mundo sabe que existe. Tirando o funkeiro, que foi assassinado covardemente, sem condições de reagir, pelo menos o Mano Brown e os integrantes do grupo Facção Central bateram de frente com a polícia, desnecessariamente, ao meu ver.
Diferente do Ananias CTS, que teve toda a ação filmada pelos policiais. Eu diria que o Ananias deu uma bela duma cagada no colo dos PMs. Talvez, se ele não tivesse se humilhado tanto na presença dos policiais armados, ele já não estaria mais entre nós; já que a polícia é treinada pra matar e os rappers, pra cantar. Se fosse nos States, onde os gangstas eram (ou ainda são) preparados pra tudo, acho que o Ananias não teria amarelado tanto. Eu diria que ele não está preparado pra ser gangsta. Depois dessa, nem sei se ele vai voltar a fazer mais rap.

Uma coisa que os rappers brasileiros precisam entender é que, ser gangsta não é coisa de pai de família, não. Pelo que já li, ser gangsta é estar disposto a dar tiro e a tomar tiro; matar e morrer pela causa. Não pode ter nada a perder, senão não é gangsta. Lembra do Tupac Shakur? Morreu mostrando o dedo do meio para um policial. Isso que é ser gangsta.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Deí – Flash House

Um setzinho de Flash House, anos 80. Fiz testando a Controladora, de novo. Ouve, baixa e pirateia aí.

Deí - Serato Mix 12 (Rap)

Fiz este set só pra testar a Controladora. Ficou uma bosta. Upei errado. Mas, ouve aí. 

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Respeitem os Insetos

Outro dia tava eu e amigos numa festa em Campinas, quando de repente eu vi um piolho de cobra enorme no chão. O bichinho até levantava a cabeça para nos olhar. Mostrei pra um amigo meu e ele pisou no bichinho sem dó. Pisou e ficou esfregando o sapato em cima do bichinho pra lá e pra cá. Esmigalhou o bichinho. Ficou aquela gosma esverdeada no chão. Agiu como se o piolho de cobra não sentisse dor. Era uma vida, mesmo sendo um inseto. Às vezes até sente a mesma dor que a gente. Deveria existir uma ONG que defendesse os direitos dos insetos. Assim penso eu.


Se fosse maldade com um cachorro ou um gato, as pessoas postariam fotos, ficariam de “mimimi”... Já vi gente choramingando porque na China eles comem ratos. Mas, a primeira coisa que a gente faz, quando desconfia que tem um rato dentro da casa da gente, é por uma ratoeira para mata-lo. Não é mesmo? Mas, quando matam um inseto, ninguém fala nada. Muita gente pode pensar até que eu não tomei remédio hoje, mas eu penso assim. Tenho cuidado até pra não pisar em formigas, quando tô andando. Uma hora a gente sempre pisa, mas não é de propósito.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Deí - Serato Mix 10 (Rap)

Último set mixado que fiz na Controladora (4/8). Não ficou aquelas coisas, não, mas dá pra ouvir e baixar. Clica aí.

domingo, 2 de agosto de 2015

Coitada da Bethe

Falaram tanto dessa luta da Bethe contra a Ronda, que aconteceu de madrugada (2/8), que eu até cancelei um compromisso só para assistir. As encaradas feias das duas assustavam! Mas, depois que a Bethe entrou com a música escolhida de fundo, Valesca Popuzuda, “Bejim nu Ômbru”, descobri que ela é funkeira. Acho que se fosse a música Tombei, da Karol Conka, a entrada ficaria mais original. Mas, nem vem ao caso. Quando a luta parecia que tava começando a ficar boa, aos 34 segundos do 1º tempo, vitória da Ronda sobre a Bethe por nocaute. Foi uma das lutas mais sem graça do UFC, que eu já vi. A Bethe mostrou que é boa de encarada e provocação. Boa de luta, mesmo, foi a Honda.

domingo, 26 de julho de 2015

Sofrência é Frescura

Sabe um jeito de esquecer, perder o interesse por alguém que você gostava muito e te decepcionou? Tenta lembrar só dos momentos ruins que fizeram vocês se afastarem. E evita ficar de conversinha e até de ver essa pessoa. Assim, você esquece rapidinho e não sofre que nem muitos e muitas que vejo por aí. E, como meu pai já me disse, “antes de gostar de alguém, procure gostar, primeiro, de você”. Eu não sofro nem por filha minha, se ela me trair, como já aconteceu. Se me traiu, me decepcionou, é porque não gosta de mim. E, se a pessoa não gosta de mim, por que eu tenho que gostar da pessoa? Se é que você me entende. Agora, se você acha que vale a pena sofrer por alguém que não te deu valor, aí já é outro assunto. Tem gente que é sadomasoquista. Eu, hein!

terça-feira, 21 de julho de 2015

DJ Deí em Ação_Vol. 53 (Flash Rap)

Minha primeira mixtape toda mixada na Controladora. Essa é oficial. Juntei uma pá de flashs rap e mixei. Só esqueci de colocar a voz do Kid Nice falando “Iaí Deí!” Mas, na próxima eu coloco.
01 Os Balinhas Do Rap - Menor abandonado
02 Sampa Crew – Festa
03 Duck Jam e Nação Hip-Hop - Coisas de Brasil
04 Gabriel o Pensador - Lavagem Cerebral
05 Ndee Naldinho - Menos um Irmão Chega Disso
06 Racionais Mc's - Mano Na Porta do Bar
07 Sistema Negro - Nós Somos Pesados
08 Câmbio Negro - Que se F... Vocês
09 Thaide & DJ Hum - Hip Hop na Veia
10 DMN - Mova-se (Prisão Sem Muro)
11 The Force Mc's - Desabafo de um lutador
12 Baseado Nas Ruas - Tiro pela culatra
13 Naughty By Nature and Big Pun - We Can Do It
14 Mad Lion - See A Man Face
15 DMX - Ruff Ryders' Anthem
16 Lauryn Hill - Lost Ones
17 Run-DMC - Ooh, Whatcha Gonna Do (US Radio Version)
18 Soul II Soul (feat. Caron Wheeler) - Keep on movin'
19 Shelton D - Shelton D Is Outstanding
20 Magic Trick - Oh! Oh! Fly Guys
21 Biz Markie - Vapors (LP Version)
22 The Gap Band - Talkin' Back
23 Whodini – Friends
24 Mtume - Hip Dip Skippedabeat

sábado, 18 de julho de 2015

Deí - Serato Mix 6 (Rap)

Mais um set mixado, feito na Controladora, é claro. Raps nacionais e importados. Uns velhos, outros, nem tão velhos, assim. Época dos grandes bailes. Ouve e baixa aí.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Deí - Serato Mix 3 (Funk)

Meu primeiro set de funk. Feito na Controladora, é claro. Espero que gostem. 

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Deí - Serato Mix 2 (Rap Gringo)


Mais um setzinho testando a Controladora. Esse é de Flash Rap. Anos 80, 90, 2000... Ouça e faça o download no link abaixo.